Portal Oficial - Instituto Nacional de Estatística
      
 

Lisboa recuperou da variação negativa dos preços da habitação, mas registou um crescimento homólogo (+1,4%) inferior ao nacional (+6,8%)
Estatísticas de Preços da Habitação ao nível local
Lisboa recuperou da variação negativa dos preços da habitação, mas registou um crescimento homólogo (+1,4%) inferior ao nacional (+6,8%) - 2.º Trimestre de 2021
28 de outubro de 2021

Resumo

No 2º trimestre de 2021, o preço mediano de alojamentos familiares em Portugal foi 1 268 €/m2, representando uma taxa de variação homóloga de +6,8% (+3,1% no trimestre anterior). Esta aceleração dos preços verificou-se também nas sub-regiões com preços medianos da habitação superiores ao do país – Região Autónoma da Madeira (+10,1 p.p.), Área Metropolitana de Lisboa (+5,6 p.p.) e Área Metropolitana do Porto (+0,4 p.p.) –, com exceção do Algarve (-0,5 p.p.).

No 2º trimestre de 2021 a variação homóloga dos preços aumentou em 9 dos 11 municípios com mais de 100 mil habitantes da Área Metropolitana de Lisboa tendo esta aceleração sido superior à verificada a nível nacional (+3,7 p.p.) em Lisboa (+9,3 p.p.), Setúbal (+7,1 p.p.), Vila Franca de Xira (+7,0 p.p.) e Cascais (+4,7 p.p.). Lisboa recuperou assim da variação negativa observada no trimestre anterior, mas manteve um crescimento homólogo (+1,4%) muito inferior ao registado a nível nacional. Entre os seis municípios com mais de 100 mil habitantes da Área Metropolitana do Porto, Maia (+6,7 p.p.) e Gondomar (+6,3 p.p.) apresentaram também uma aceleração dos preços superior à do país. Em sentido oposto, Porto (-11,6 p.p.) e Oeiras (-6,4 p.p.) registaram as reduções mais significativas das taxas de variação homóloga, entre os municípios das áreas metropolitanas.


Destaque
Download do documento PDF (2314 Kb)
Quadros
Excel Excel (1047 Kb)